Iniciativa Nacional Competências Digitais - INCoDe 2030

Visa levar as competências digitais a todos os portugueses, ao apostar na inclusão e literacia digital, na educação das novas gerações, na qualificação da população ativa, na formação avançada e especializada de quadros superiores e na investigação.

Logotipo INCoDe 2030

Ambição

Colocar Portugal ao nível dos países europeus mais avançados no que diz respeito às competências digitais, num horizonte temporal que se estende até 2030.  

O que é ?

O INCoDe.2030 visa melhorar as competências digitais de todos os portugueses. Apresenta-se como um agregador de várias iniciativas com objetivos convergentes,  promovidas por entidades públicas e privadas, que se organizam em torno de cinco eixos de ação, garantindo a promoção da igualdade de género e fomentando a igualdade de oportunidades:

Formação das camadas jovens através do reforço de competências digitais em todos os níveis de qualificação e modalidades de ensino e formação. 

Formação profissional de adultos, tendo em vista a qualificação do emprego e a criação de maior valor acrescentado na economia. 

Capacitação e generalização a toda a população e a todo o território do acesso a tecnologias digitais, para obtenção de informação, comunicação, acesso e utilização de serviços públicos e privados digitais. 

Promoção da formação de nível superior, reforçando a oferta de cursos técnicos superiores profissionais nesta área, bem como formação graduada e pós-graduada de cariz profissional. 

Garantia de condições para a produção de novos conhecimentos, nomeadamente em tecnologias disruptivas, e a participação ativa em redes e programas internacionais de I&D. 

Áreas de ação

  • Generalizar a literacia digital com vista ao exercício pleno da cidadania e efetiva inclusão na sociedade digital.
  • Promover a igualdade de género tendo em vista o aumento da participação das mulheres no digital em todas as linhas de intervenção, desde a educação ao empreendedorismo de base tecnológica, passando pela investigação e a participação em redes internacionais de I&D e de produção de conhecimento. 
  • Capacitar alunos e docentes garantindo um ensino que fomenta a inclusão, a literacia digital e a literacia da informação.
  • Capacitar formandos e formadores promovendo o desenvolvimento de competências necessárias ao exercício da cidadania e inserção profissional.
  • Estimular a empregabilidade mediante a capacitação, a formação e a especialização profissional em tecnologias e aplicações digitais.
  • Reforçar as competências digitais dos trabalhadores em funções públicas como condição fundamental para a transição digital do Estado e da Administração Pública.
  • Promover o empreendedorismo de base digital que possibilite o desenvolvimento de novos produtos e serviços de valor acrescentado e com elevado potencial de crescimento e de internacionalização.
  • Atrair investimento tendo por objetivo um modelo de desenvolvimento económico e empresarial assente em empresas tecnológicas e não tecnológicas que tirem máximo partido das tecnologias digitais e que sejam geradoras de emprego qualificado.
  • Aumentar a participação nacional nas redes internacionais de I&D e de produção de conhecimento.
  • Garantir condições de igualdade no acesso à educação, à formação profissional, à empregabilidade e às competências digitais a pessoas com deficiência. 

Conheça a Resolução de Conselho de Ministros que revê e aprova os princípios orientadores do INCoDe.2030

Aceda ao site INCoDe.2030